Postagens mais visitadas

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Universidades do Pr temem pelo corte de verba.



.

A UFPR- uma das mais antigas universidade em funcionamento no país, é a oitava instituição que mais produz conhecimento no Brasil, segundo ranking e entre as universidades federais ocupa a quinta posição,  que atende a 33 mil alunos, em 164 cursos de graduação, 89 programas de pós graduação, 89 mestrados e 61 doutorados alem de 45 cursos de especialização e profunda inserção na comunidade, em 392 projetos e programas de extensão. 

Reitor Ricardo Marcelo Fonseca, falou sobre as dificuldades que virão  e como as universidades públicas deverão fazer a resistência diante de ações como essa.

" as universidades públicas são solução, não problema". Com o corte de 30 % na verba de custeio da universidade, promovido pelo atual governo Bolsonaro,  através do Ministro da Educação, para todas as universidades.
"É como se você acordasse num dia, verificasse sua conta e o dinheiro que você tinha programado para as despesas até o fim do ano tivesse sido retirado.""Se esta medida não for revertida, as consequências, serão graves para o desempenho das atividades no segundo semestre de 2019", destaca a nota da universidade.  #joaresbrasil.


Sérgio Moro já pensa em deixar o governo


Sérgio Moro até entrar no Ministério da Justiça,  era considerado um ídolo nacional, um símbolo, já existem certos rumores de que estaria se  desgastando, pensando em pedir demissão. 

Desde a indicação, virou ministro,  Lula está na cadeia por julgamento do Moro.

Outro  desgaste do parecer muito flexível com Caixa 2 dos políticos, pois era por ele, condenado o pior do que a corrupção.

Pacote anti crime foi traduzindo como licença para matar. 

Tinha se transformado  em um herói nas telas pelo cineasta José Padilha, mas o cineasta se arrependeu e passou atacar Moro, colocando-o como aliado involuntário das milicias.

Moro vê dificuldade na aprovação do pacote anticrime, pois depende de políticos parlamentares, dos quais muitos familiares dos mesmos e amigos, se encontram ainda presos, inclusive sabotagem dentro do próprio governo.

Ainda arriscado de perder o COAF que, dentre outras coisas, tem que investigar Flavio Bolsonaro.  Família que está cercada de suspeitas, indícios de desvios de dinheiro. Apesar dos vários indícios de desvio de dinheiro, confirmados pela policia federal, Ministro do Turismo do PSL, ainda não foi demitido. 

Ainda para completar  alguns erros de português fizeram motivo de deboche. Perguntado sobre as dificuldades desses quatro meses na nova função, Sergio Moro afirmou acreditar que está no caminho certo, disse ele "Estamos trabalhando firme para melhorar a gestão da segurança publica no país, temos estatísticas oficiais mostrando a redução da criminalidade. Não soltamos rojão porque ainda é preciso avaliar se é uma tendência ou é algo episódico" .#joaresbrasil